"A crição de Adão" afresco de Michelangelo na Capela Sistina.

domingo, 15 de agosto de 2010

Zeus e sua guerra contra Cronos.

Na mitologia grega, sempre existiu um conflito entre pais e filhos em busca do poder de controlar o universo, assim foi com Urano e Cronos, assim continua com Cronos e Zeus, sempre com participação ativa de Gaia, a criadora de tudo.

Zeus, foi levado recém nascido por Gaia para a Caverna de Dicte no Monte Ida, a mais alta montanha da ilha de Creta. Lá ele fica aos cuidados de Gaia e das Ninfas da Floresta, juntamente com os Centauros. Zeus cresceu sendo alimentado pela ninfa Amalteia, e com os cuidados das Ninfas e dos Centauros, Zeus cresceu.

Já adulto, Zeus decide se vingar de seu pai Cronos por ter devorado seus irmãos, e se disfarça de viajante, ao encontrar Cronos, Zeus disfarçado oferece uma bebida ao seu pai, bebida que o fez vomitar todos os filhos devorados, agora adultos, que estavam presos em seu estomago sem poder ser digeridos graças a seus grandes poderes. Hades, Posseidon, Héstia, Deméter e Hera se unem a Zeus, e juntos declaram guerra contra Cronos.
Temendo o poder de todos os seus filhos juntos, Cronos liberta seus irmãos Titãs, com o intuito de guerrear contra seus filhos. Essa batalha definiria o domínio do universo.

Durante a guerra, Zeus e Hera se casam, e um de seus filhos, Hefesto o deus do fogo, dos metais e da metalurgica, resposavel pela forjatura das armas utilizadas pelos deuses olimpicos contra os Titãs, uma dessas armas foi o Égide, um escudo mágico qual Zeus utilizou. Égide se tornou um termo utilizado hoje em dia, na terminologia jurídica, égide representa a proteção de um bem ou determinados direitos. Por exemplo, diz-se que o direito a saúde esta sob a égide da Constituição Federal ou que "meu filho esta sob minha égide".

Hesíodo, um poeta grego do sec. VIII a.c. escreveu sobre essa guerra: "Parecia, ouvindo e vendo tão grande bulha e luz, que a terra e o céu se confundiam, pois era enorme o tumulto da terra esmagada e do céu a se precipitar sobre ela, tal o barulho da luta dos deuses. Ao mesmo tempo, os ventos, sacudindo-se, erguiam o pó, o trovão, o relâmpago, e o raio ardente, armas do grande Zeus, e levavam o brado e os clamores ao seio dos combatentes; e no incessante fragor da espantosa luta, todos mostravam a força dos seus braços.", como ja foi dito aqui no blog, Zeus so conseguio vencer essa guerra graças ao conselho de Gaia para que Zeus viaje até as profundezas da terra, e pedir ajuda aos Ciclopes e Hecatônquiros que tiveram a ardua missão de vijiar os Titãs, missão que foi desnecessária após Cronos liberta-los, e com a ajuda dos Ciclopes e Hecatônquiros Zeus vence e põe um ponto final nesta longa e sangrenta batalha.

Os titãs Oceanus, Tétis, Mnemosine, Prometeus e Têmis não participaram desta guerra, e posteriormente, foram aceitos como deuses olimpicos, formando assim, junto com Zeus e seus irmãos, os 12 Deuses residentes no Olimpo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário